Força!

De umas três semanas pra cá, estão acontecendo coisas muito ruins a pessoas da minha família ou pessoas queridas bem próximas. Ontem, tive uma notícia ruim e ainda não estou sabendo lidar com essa informação, ainda não a digeri.

Eu queria muito conversar com alguém que entendesse o que estou passando. Alguém que fosse muito mais acolhimento e muito menos dedo apontado na minha cara ou frases de auto ajuda. Todo esse turbilhão de coisa ruim me faz sentir muito só…

Estava soluçando de chorar quando resolvi conversar com meu Filho de 4 anos, João Pedro:

– Mamãe, por que você está chorando?
– Porque eu estou muito triste.
– Por quê?
– Porque a Mamãe precisa fazer um monte de coisas e não tá encontrando força pra isso…
– Ahhhh Mamãe, então você precisa fazer exercícios! Quando você faz exercícios, você fica forte e mais feliz! – disse ele mostrando os bíceps (risos) – Mas eu vou te dar um super abraço e um super beijo pra você não chorar mais!

E meu deu vários abraços apertados e beijos.

– Fica feliz de novo, Mamãe!

E eu fiquei…

O conceito de força do João Pedro é atrelado à força física. Ele gosta de ir à uma praça perto da escola dele onde tem alguns aparelhos de musculação, vamos lá depois da aula, às vezes. Ele “faz a musculação” dele e se sente O fortão, fica muito feliz!

Ele ainda não tem maturidade para entender a complexidade dos sentimentos adultos. Ele não entendeu o que se passa comigo, certamente. Mas talvez ele esteja certo quanto a eu precisar de exercícios.

Se a força física precisa de exercícios físicos para existir, a força da minha fé precisa de exercícios também. Assim como a força da minha inteligência, a força do meu amor, a força do meu trabalho, todas as forças que eu preciso ter carecem de exercícios pessoais para se materializar.

E sim, eu preciso fazer exercícios físicos também!

Talvez, ser forte cotidianamente seja um exercício por si só. Talvez este deva ser o meu esporte.

No fim das contas, o melhor colo que eu tive foi o do meu Filho! Eu sempre me esqueço o quanto crianças fornecem soluções simples a grandes problemas…

Que eu seja forte, então! Exercitemo-nos!

“Reconhece a queda e não desanima!
Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima!”

Beijos da Mãe

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =