Pai ou provedor? A difícil divisão entre trabalho e filhos

São seis da tarde. Você já empurrou a cadeira, empilhou documentos, colocou o casaco e está prestes a desligar o computador. Eis que surge uma cabeça próxima a seu campo de visão e, infelizmente, você logo identifica: o chefe.

“Mudança de planos…Preciso da apresentação na minha mesa para amanhã de manhã”, diz ele casualmente, a caminho da saída.

No mesmo segundo seu celular apita. “Onde você está? Seu filho precisa de você! Eu preciso de você! A que horas você sai?”. É sua mulher, desesperada.

Ser pai hoje em dia é assim, uma caminhada delicada entre vida profissional e vida doméstica. As expectativas do mundo, de sua parceira e de você mesmo mudaram muito. Mas como administrar tudo isso?

Confira a seguir algumas reflexões de como homens mais experientes encontraram maior equilíbrio em suas atividades dentro e fora de casa.

Reveja prioridades
“Você precisa decidir o que é mais importante: conseguir a promoção que há tanto tempo espera ou passar mais tempo com seus filhos “, observa Brad Grimes, editor de uma revista e pai de gêmeos. “Por outro lado, nem sempre essas metas são incompatíveis, principalmente se o chefe também tiver filhos e entender o tamanho desse dilema.”
Seja sincero

Mesmo que o seu chefe seja do estilo ditador irredutível, você tem que criar coragem para conversar e tentar negociar com ele um horário mais flexível ou carga horária mais definida.

Você pode tentar mostrar também que, com um pouco de planejamento e organização, consegue dar conta do trabalho sem ter que esticar o turno todo dia (esteja preparado para citar exemplos concretos de projetos concluídos em menor tempo).

Trabalhar em casa?
Trabalhar de casa uma ou duas vezes por semana ainda é um luxo no mercado de trabalho brasileiro, mas é algo que tende a ficar cada dia mais acessível.

Se esse é o seu sortudo caso, dá perfeitamente para fazer algumas pausas de uns minutinhos para trocar fraldas, dar um banho ou preparar a mamadeira sem perder a produtividade.

Antes de entrar de cabeça nesse estilo de vida, porém, tenha certeza de que você se adapta a ele. Grimes conta que tentou trabalhar de casa duas vezes por semana, mas desistiu, principalmente porque o seu apartamento de dois quartos era pequeno e não tinha escritório separado.

“Você precisa de um certo isolamento e se condicionar a não levantar por qualquer gritinho que escute.”

Alterne com a parceira
A probabilidade de você não ser o único em casa trabalhando é grande, por isso é fundamental que se faça um revezamento de tarefas e responsabilidades para evitar que um de vocês fique sobrecarregado.

É só conversando abertamente sobre horários e preferências que vocês vão conseguir montar um esquema para dividir quem faz o que e quando.

Se acordar mais cedo para alimentar e trocar seu filho é mais fácil, se voluntarie para isso e, em troca, peça para ela ficar com algo que incomoda mais você, como arrumar a cama antes de sair de casa.

Busque ajuda
Não está escrito em nenhum manual de pai e mãe que vocês precisam ficar com toda a carga de trabalho sozinhos.

Se está difícil, tente contratar uma pessoa para ajudar com a limpeza da casa pelo menos uma vez por semana ou peça socorro para a vovó durante o fim de semana.
Fique a sós com a criança

Não tem outro jeito e não acredite muito no papo de que qualidade e não quantidade é o que importa. Criar um elo de amor com o seu filho e virar um paizão significa investir tempo a sós com ele.

Procure passar algumas horas por semana dedicadas somente a vocês dois, seja lendo um livro à noite, passeando pela vizinhança ou até tirando uma soneca juntos.

Não passe o fim de semana atrás de coisas que invariavelmente estarão bagunçadas em questão de horas. É muito melhor dedicar esse tempo a seus filhos.

Lembre-se: crianças crescem rápido, especialmente os bebês. Logo logo seus filhos serão adolescentes e eles é que terão pouco tempo para você. Aproveite agora!

Fonte: BabyCenter

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 13 =