O jejum sexual da Mãe Solteira

Eu sou solteira, fui gestante solteira e sou Mãe solteira agora. A chegada do meu Filho mudou muita coisa no meu corpo, na minha cabeça e na minha rotina, mas algumas coisas são inerentes a qualquer mulher e não mudam nunca, pelo menos em mim.

Há duas semanas, fui rejeitada por um rapaz que era bastante interessado em mim antes e durante a gravidez (pregnofilia explica). O motivo da rejeição foi: “Ah agora você tem filho, né? Sabe como é…”. Não, eu não sei.

O que me motivou a escrever este texto nem foi o toco em si, ele foi só o estopim da idéia. Este toco me fez refletir sobre algumas coisas a respeito dos homens que eu não sabia ou que assistia de camarote das amigas e conhecidas mães solteiras que eu tenho. Que pensem que é recalque, eu não ligo, recalque é terapia.

1) (alguns) Homens gostam de “mulheres virgens” (com e sem aspas)

A mulher virgem, imaculada, é a preferida dos homens, mesmo que ela não seja! Como assim? Hímem rompido não está estampado na sua cara, quem vê cara não vê hímem. Mas que demos o benefício da dúvida… que todo mundo pense que aquela mulher é só dele, só deu pra ele e só vai dar pra ele!

Não dá pra disfarçar quando se é mãe solteira: o filho é a evidência que aquela mulher já fez sexo antes. Relacionar-se com uma mãe solteira é perder a empolgação da defloração, mesmo que ela não exista.

Homens detestam saber do passado de suas mulheres e é difícil se controlar quando o passado tá bem ali, chorando, de manha e chamando pela mãe.

2) (alguns) Homens gostam de exclusividade

O filho não é apenas a evidência de que a mulher fez sexo antes, é também a prova de que ela fez sexo antes e com um cara que não foi você! Palavras da minha Mãe: “O filho é a marca do macho”. É como se o pai do meu filho tatuasse na minha testa: “Eu, Fulano de Tal, já utilizei este corpo. E você, seu babaca, está pegando uma mulher usada!”.

A natureza explica. Estava assistindo um documentário no Discovery sobre a vida dos leões e vi que os machos, quando assumem um novo bando de fêmeas, devoram todos os filhotes do macho anterior.

O homem que se relaciona com uma mãe solteira perde a exclusividade duas vezes: uma porque ele é preterido pelo amor da mãe pelo filho e outra porque ele vai ter que se contentar em ser o “macho n°2”.

3) (alguns) Homens são egoístas

Nem todo homem está preparado para não ser o centro das atenções de uma mulher. Ele sabe que o amor que a mulher sente pelo filho é completamente diferente do que ela sentirá por ele, mas estar vulnerável a uma interrupção da foda, bem no meio, pelo filho da mulher impede qualquer ereção.

Generosidade e compreensão são fundamentais em momentos como esse, mas é mais fácil pensar que ele não é obrigado a passar por isso, deixar de cultivar esses sentimentos e partir para relacionamentos com pessoas “menos complicadas”, mesmo que esta mulher valha MUITO a pena.


Pouquíssimas são as mães solteiras por opção. A maioria delas é porque se divorciou, ou porque foi abandonada depois do positivo. Ser mãe solteira é MUITO difícil e, salvo as que importaram sêmem dos EUA, ninguém gostaria de passar por esse perrengue de boa.

Não bastasse nossa rotina difícil, ainda somos julgadas por erros que não cometemos! Se acumulamos as tarefas de mãe e de pai, se somos a única pessoa financeiramente responsável por manter um lar, se a referência de família para a criança é só a mãe é porque algum homem de “honra” resolveu pular fora e relegar as responsabilidades dele a outrem.

Todas essas dificuldades se tornam um grande empecilho na hora de conseguir um novo parceiro. Ter um filho é to-tal espanta pretendente. Certa vez, instalei o Tinder só de onda e o liguei dentro da minha casa. Um rapaz estava num barzinho próximo a minha casa e me chamou no aplicativo, perguntou oq eu estava fazendo e respondi: “Estou dando banho no meu Filho”. O rapaz simplesmente su-miu, rs.

As nossas boas características, que são , inclusive, aprimoradas depois que temos filhos, são completamente desprezadas. A pecha de mãe solteira joga sua reputação na lama, mesmo que você continue sendo uma excelente pessoa.

Ninguém é obrigado a aceitar, gostar ou se relacionar com mães solteiras, mas entender o motivo dessa rejeição me faz refletir muito sobre que tipo de ser humano você é.

Zapeando a internet, achei uma lista bonitinha de 7 motivos para namorar mães solteiras (com a qual estou inteiramente de acordo, rs):

  1. MAIS MADURA E COM MENOS MIMIMI – Ela, provavelmente, já viveu um relacionamento, enfrentou a separação, o divórcio e agora cuida do filho sozinha. O foco e a importância maior da sua vida está em seu filho, não em você. A probabilidade de você encontrar uma mulher com uma postura muito mais madura (e em busca de uma relação tão adulta quanto) é bem maior. Ela terá pouco tempo para picuinhas ou infantilidades de algumas mulheres que saíram da adolescência e sufocam seus namorados. Você terá mais tempo para fazer as suas coisas sem alguém no pé para cobrar atenção a cada minuto.
  2. MAIS FRANCA E COM MENOS JOGUINHOS – Claro que uma boa performance sexual não depende só da quantidade de experiências que você já teve na vida. Mas, alguém que já viveu um relacionamento e que já passou pela experiência de maternidade tem a tendência de ser mais franca na parte sexual. Aqueles joguinhos do tipo “O que ele vai pensar de mim se transar com ele antes do tempo?”, ficam muito mais escassos. Vocês são adultos, se querem fazer algo prazeroso juntos, por que passar vontade?
  3. MAIS INDEPENDENTE – Se ela resolveu cuidar do filho sozinha, precisa arcar com custos e responsabilidades para tal. Assim, ela não precisa se escorar em você e você não precisa se responsabilizar pela vida financeira dela. Se estão juntos, é por que se gostam. E ponto.
  4. MUITO MAIS BEM RESOLVIDA COM SEU CORPO – Como diria uma amiga minha: “Só uma mãe sabe realmente as transformações que o corpo pode fazer”. Todo o organismo é alterado nesta fase da vida da mulher. Com uma explosão de hormônios e mudanças físicas bruscas, muitas mulheres passam por crise na autoestima neste momento. Depois que o filho vem ao mundo, elas tendem a ficar bem mais resolvidas com seu corpo. Aquelas neuras que estrias, celulites ou quilinhos a mais são mais amenas para quem já conviveu com um turbilhão de mudanças muito mais drásticas. E uma mulher que aceita melhor seu corpo é muito menos encanada e mais suscetível a se dar e proporcionar prazer.
  5. SEM DESESPERO PARA DECISÕES MAIS SÉRIAS – Boa parte das mulheres que iniciam um envolvimento logo fazem planos para o futuro, tais quais noivado, casamento, filhos, etc. Uma mãe solteira já passou por algumas fases e sabe o ônus e bonus de cada uma delas. Ela pode até querer casar contigo, mas será muito mais cautelosa para tomar decisões envolvendo você já que tem uma vivência maior tanto em relacionamento quanto na maternidade. A coisa vai fluir mais naturalmente, a pressão será muito menor e a tendência é que os passos aconteçam no momento certo, sem precipitação.
  6. UMA MULHER DE ATITUDE – Tenho algumas conhecidas que são mães solteiras e assumo, não é fácil. Cuidar sozinha no filho no cotidiano, trabalhar, cuidar de casa, ter responsabilidades com a criança e ainda reservar espaço para se arriscar na vida emocional. Se você se envolveu com uma mãe, a probabilidade de encontrar uma mulher forte e decidida é muito maior do que com aquelas menininhas na balada.
  7. O ÚLTIMO E MAIS IMPORTANTE: POR QUE VOCÊ GOSTA DELA, PORRA! – De nada adianta saber que uma mulher seria ideal para ser sua companheira, se você não gostar dela. O mais difícil aconteceu, você se apaixonou. Todos os momentos que passam juntos são memoráveis e você não vê a hora de reencontrar com ela. Por que não deixa o preconceito de lado e vai ser feliz? A vida não é uma equação matemática com resposta única. Você, provavelmente, já foi a tampa de outra panela e ela a metade da laranja de outro cara. Por que penitenciar alguém que viveu algo que não deu certo? Por que julgar alguém por ter tentado? O importante não é se a sua pretendente tem um filho, tem outro status social ou é melhor ou pior resolvida financeiramente do que você, o importante é que ela te faça feliz! Se isso acontece, todo o resto é balela.Fonte: Manual do Homem Moderno

Quaisquer que sejam as novas identidades que uma mãe solteira assuma (mãe, pai, trabalhadora, provedora, dona de casa, empreendedora, etc), aqui dentro ainda existe uma mulher (e sempre existirá)!

Larga de ser preconceituoso e se joga no amor!

Beijos da Mãe!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − oito =